Como a cultura de dados pode ajudar a unificar-se em tempos de crise

Wordpress axe tecnologia tableau cultura de dados
Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest

Fonte: Tableau

O que nós vamos fazer? Desde instituições públicas até as maiores empresas do mundo, todos estão observando essas seis palavras. Estamos diante de um nível de incerteza que muitas gerações, felizmente, nunca enfrentaram. Aqueles que sofreram crises como a pandemia de gripe de 1918 ou a Grande Depressão não tiveram acesso a algo essencial que temos hoje – uma abundância de dados. E, juntamente com estratégias, métodos e ferramentas, os líderes agora têm a capacidade de projetar melhor um caminho bem-sucedido.

Quando confrontados com uma crise diferente de qualquer outra, os dados são um ativo essencial para determinar as próximas etapas de como conduzir seus negócios e como cuidar de seus funcionários. Os líderes confiam em suas equipes para analisar dados de diferentes áreas da empresa e contribuir para um esforço de resposta holística. Mas a verdade é que, embora o acesso aos dados seja crítico, o impacto real vem do PEOPLE. São as pessoas que analisam os dados, recolhem informações a partir dos dados, compartilham os dados e moldam nossas respostas aos dados. Os dados por si só são inúteis.

No início deste ano, a Tableau realizou um estudo global com a empresa de inteligência de mercado IDC, composta por 1.100 respostas em sete países. Queríamos entender o que define e separa as culturas orientadas a dados – aquelas que possuem ferramentas, processos e comportamentos de dados poderosos e consistentes – do resto.

Embora este estudo tenha sido realizado antes da pandemia, acredito que ainda podemos retirar algumas idéias e etapas específicas sobre o que todos podemos fazer para ajudar todos em nossas organizações a tomar decisões mais rápidas e informadas. Aqui estão algumas dicas sobre como estruturar seus dados, equipes e processos nesses tempos de incerteza.

Nutrir conexões

Quando ocorre uma emergência ou crise, a colaboração é crítica para criar a melhor resposta para toda a organização. Durante anos no Tableau, testemunhamos organizações investindo em comunidades de dados pessoais e virtuais para estimular a colaboração em torno dos dados. Nessas comunidades, as pessoas se sentem à vontade para compartilhar idéias, comunicar as melhores práticas em torno das fontes de dados da empresa e fazer perguntas em um fórum aberto.

Por exemplo, a empresa de serviços financeiros Charles Schwab hospeda um grupo de usuários no portal do SharePoint da empresa, onde mais de 130 funcionários efetuam login mensalmente para discutir tópicos como dicas do painel e processos internos para análise de dados. A empresa de seguros e gerenciamento de ativos Swiss Life implementou um boletim informativo para compartilhar conselhos de analistas, juntamente com “shows de painel”, que são eventos baseados na comunidade em que os usuários compartilham dicas e aprendem com casos de uso internos de vários departamentos.

A pesquisa com a IDC mostrou que 81% dos entrevistados de organizações líderes em dados sentem-se confiantes em obter ajuda de dados e análises quando necessário. Em uma crise em rápida evolução, quando o tempo é essencial, as pessoas precisam saber para onde ir quando se deparam com um problema ou questão de dados. Em uma crise, essas comunidades estão bem equipadas para enfrentar novos desafios de dados, porque já têm confiança entre si, processos estabelecidos e embaixadores para ajudar o restante da organização a se mover rapidamente.

Mesmo se você ainda não tem uma comunidade formal de dados interna, pode identificar como as pessoas estão fazendo perguntas sobre fontes de dados ou casos de uso consultando seus analistas ou usuários de negócios com conhecimento de dados. A quem as pessoas procuram ajuda com perguntas sobre o painel? Como eles comunicam essas perguntas? Pode ser através de plataformas de colaboração como o Chatter ou Slack ou através de reuniões regulares. Considere como formalizar essas comunidades de usuários. No começo, poderia ser tão simples quanto ter o horário comercial analítico para cada departamento ou criar um fórum interno onde as pessoas possam fazer referência a perguntas passadas. Isso resultará em uma resposta mais rápida e ágil e estabelecerá a base para uma comunidade mais robusta no futuro.

Alinhar em métricas confiáveis

Em tempos de incerteza, as prioridades mudam e a sua abordagem também. Uma maneira de os líderes criarem alinhamento durante uma crise é através de um conjunto de novas métricas críticas. Mas, depois de alinhar essas métricas, como você mede o progresso?

Comece avaliando seus recursos de dados existentes – como conjuntos de dados e painéis – que podem ser facilmente adaptados para responder a novas perguntas. Por exemplo, os varejistas estão mudando seu foco para o comércio eletrônico, pois as lojas físicas são obrigadas a fechar. Para evitar o estoque morto, eles podem executar promoções on-line para descontar o estoque mais antigo. Nesse caso, eles poderiam usar um painel existente em torno de promoções, adaptando-o para rastrear promoções específicas relacionadas ao COVID-19.

Para os conjuntos de dados que podem não estar totalmente alinhados às suas novas métricas, considere enriquecê-las com fontes de informações adicionais para criar uma imagem mais ampla. Podem ser dados de outra equipe ou departamento ou de uma fonte externa. O Programa Mundial de Alimentos (PMA), por exemplo, mantém um banco de dados de crianças que recebem refeições em todo o mundo por meio do Programa de Refeições Escolares. Quando o COVID-19 fez o fechamento das escolas, a agência combinou essa fonte de dados com uma fonte da UNESCO para entender o impacto global e acompanhar o sucesso de seus programas reaproveitados.

No começo, esses recursos não precisam ser perfeitos, mas devem ser amplamente compartilhados em toda a organização, para que todos trabalhem da mesma fonte de verdade. Os recursos de dados compartilhados são uma maneira poderosa de unir funcionários, facilitando a rotação como uma unidade, quando necessário.

Modelar comportamentos líderes de dados

Com que frequência você traz recomendações ou perspectivas orientadas a dados para a tabela? Como admitimos um nível contínuo de incerteza, você provavelmente confiou nos dados para guiar suas decisões. Não é hora de contar com histórias ou opiniões pessoais. A sustentabilidade dos negócios e até vidas estão em risco.

A pesquisa com a IDC mostrou que 59% mais entrevistados de organizações líderes de dados disseram que seus executivos modelam trabalhando com dados e análises. Além disso, 60% a mais de entrevistados disseram que precisam de dados em reuniões e 67% disseram que precisam de dados para apoiar recomendações e / ou decisões .

Em uma crise, os líderes precisam incentivar o uso de dados entre seus funcionários, mas também usam dados para orientar suas respostas em toda a empresa. Por exemplo, a TVS Credit é uma empresa financeira não bancária que fornece empréstimos para veículos e motocicletas para grande parte da Índia. Em resposta ao COVID-19, os líderes seniores criaram uma força-tarefa dedicada a apoiar os funcionários com recursos financeiros e de saúde. Eles criaram um painel para rastrear, monitorar e responder a mais de 14.000 funcionários em 130 locais para garantir que eles estejam se adaptando rapidamente às suas necessidades. Este é apenas um exemplo de como os líderes estão usando dados para entender o impacto em seus negócios e orientar suas próprias ações no futuro.

Dados como nosso guia

Então o que nós vamos fazer? Os dados são poderosos, mas são apenas uma peça do quebra-cabeça. Você precisa capacitar as pessoas a analisar, entender e comunicar dados para aproveitar todo o seu potencial, especialmente em tempos de crise. Confie no seu pessoal para liderar com os dados e, ao longo do caminho, modelar os comportamentos orientados a dados que você deseja promover. Determine os processos de dados que estão trabalhando para eles no clima atual e use isso como um guia de como criar um plano de longo prazo.

Quer saber mais

Envie um e-mail para comercial@axetecnologia.com.br, ficaremos felizes em ajudá-lo. 

SOBRE A ÁXE

Revenda Oficial da Tableau e do SAP Business One, a ÁXE Tecnologia se destaca na implementação de soluções que atuam em processos de negócios com recursos de governança, aumentando a produtividade das empresas clientes. São produtos inovadores, que conciliam tecnologia, pessoas e dados.

Inscreva-se e fique por dentro de nossos conteúdos

Compartilhe com seus amigos

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Deixe um comentário